FOTOS CLÁSSICAS DE MOTOCROSS: MEU REINO PARA UMA TOMADA DE FAÍSCA

Clique na imagem para ampliar

Ake Jonsson em seu Maico. Foto: Justyn Norek

Ake Jonsson foi o grande piloto de motocross, mas nunca foi Campeão do Mundo. O mais perto que ele chegou foi em 1971, quando foi para os 500 GPs finais da temporada com uma vantagem de pontos sobre Roger DeCoster, da Suzuki. Enquanto liderava a corrida, a vela de ignição de seu Maico se soltou. DeCoster ultrapassou Ake para ganhar o Campeonato Mundial de 1971 em 500.

Jonsson é mais conhecido na América por duas coisas; (1) Em 1972, Ake Jonsson venceu nove corridas consecutivas a caminho do título da série AMA Trans-AMA. (2) Quando Ake trocou o Maico pela Yamaha na temporada de 1973, ele trouxe seus garfos Maico com ele - e forçou a Yamaha a deixá-lo operá-los. Eles não ficaram felizes com isso.

Ake esteve em três equipes vencedoras do Motocross des Nations em 1970, 1971 e 1974, e três equipes vencedoras do Trophee des Nations em 1964, 1966 e 1967. Ele também foi o campeão nacional sueco sete vezes.

 

AKE JONSSONJustyn NorekMaicomotocrossMXmxaRoger Decosteryamaha