FLASHBACK SEXTA-FEIRA | O SUPERCROSS DE JEFF STANTON

Jeff Ward (3), Jeff Stanton (1), Jeff Matiasevich (20) e Guy Cooper (4) em 1990.

Antes de 1990, Bob Hannah era o único piloto a vencer o primeiro Campeonato Supercross consecutivo. Enquanto Rick Johnson e Jeff Ward tiveram dois campeonatos, eles se superaram em anos. "Hurricane" Hannah também foi o único a ter mais de dois campeonatos em seu nome. Ele venceu seis das dez corridas em 1977 para conquistar o campeonato. Ele repetiu o feito em 1978, vencendo seis das 11 corridas. Seu campeonato final de Supercross foi conquistado em 1979. Jeff Stanton foi o próximo homem a ganhar títulos de Supercross consecutivos na então primeira classe 250.

Jeff Stanton não entrou na série de 1989 sem méritos. Quando adolescente, ele venceu a série Florida Winter-AMA nas classes 250 e 500. Stanton também ganhou três campeonatos Loretta Lynn, incluindo um na cobiçada classe 250A. Ele correu pela primeira vez no Supercross em 1987, terminando a série em 10º no geral. Cinco corridas na temporada de 1987, Stanton conquistaria seu primeiro pódio, um segundo lugar. Ele não conseguiria outro segundo lugar até Anaheim 1 em 1989. Essa corrida foi cheia de incidentes. Jeff Ward da Kawasaki machucou o pé antes do evento principal. Johnny O'Mara (outro campeão 250) teve uma falha mecânica em sua Suzuki. Rick Johnson conseguiu vencer o evento, mas Stanton não ficou muito atrás.

Jeff Stanton 1989. 

Nas quatro rodadas seguintes, Rick Johnson venceu todas as corridas. Atlanta é onde a ação se intensificou. Jeff Stanton e Guy Cooper começaram na frente no que se tornou uma batalha épica. Enquanto eles trocavam de posições na frente, Rick Johnson estava se arrastando pelo bando. Ele se lançou sobre os dois líderes, mas Stanton foi capaz de defendê-lo, enquanto Cooper acabou cometendo um erro que o fez voar para fora da pista. Naquela noite, Jeff Stanton ganhou sua primeira corrida AMA Supercross. Com a vitória veio a confiança e Stanton venceu mais quatro corridas naquela temporada em seu caminho para o título AMA Supercross de 1989.

O alvo estava em Stanton em 1990. Foi uma mudança de guarda. Pilotos como Jeff Matiasevich, Mike LaRocco, Larry Ward e Damon Bradshaw estavam todos correndo pela primeira vez na temporada. Outros, como Jean-Michel Bayle, melhoraram bastante entre as estações. Mesmo um novato completo como Mike Kiedrowski era uma ameaça. Jeff Ward e Rick Johnson eram a velha guarda da última geração, mas não queriam se aposentar. A mudança foi mais aparente uma ou duas voltas no início da temporada. Damon Bradshaw chegou ao primeiro lugar. O segundo Jean-Michel Bayle e o novato Jeff Matiasevich estavam logo atrás. Rick Johnson terminou em sexto, e Jeff Stanton terminou em sétimo.

Jeff Stanton (à esquerda), Damon Bradshaw (ao meio) e Jeff Ward (à direita) em Valkenswaard, onde venceram o MXDN de 1991 nos EUA.

Damon Bradshaw e Jeff Matiasevich eram conhecidos por sua rivalidade na classe 125 e só se tornou mais acirrada na classe 250. Os dois foram duros na corrida de San Diego e parecia que Bradshaw iria ganhar. No entanto, ele parou em uma mesa e caiu. Com seu rival eliminado, Matiasevich tinha um novo piloto para lidar - Jeff Stanton. O campeão de 1989, Stanton, não pôde ser contido. Ele liderou o pódio em San Diego, conquistando sua primeira vitória da temporada. Com exceção de Atlanta - uma corrida intensamente turbulenta - Stanton manteve bons resultados pelo resto da temporada de Supercross de 1990. Stanton foi o segundo piloto a vencer dois campeonatos consecutivos.

ARQUIVO COMPLETO // FLASHBACK SEXTA-FEIRA

FLashback sexta-feiraGUY COOPERJeff StantonJeff Ward