FLASHBACK SEXTA-FEIRA | RYAN DUNGEY ENTREVISTA SEU PRIMEIRO ANO PRO

Ryan Dungey em 2007 andando na pista de testes da Suzuki Factory. 

Ryan Dungey fala em 2007 depois de vencer a primeira corrida de Supercross em que participou a bordo de uma Factory Suzuki RM-Z250 com Rogar Decoster tomando-o sob sua asa. Ouvimos o que Ryan tem a dizer sobre vencer sua primeira corrida, ele tenta se descrever e fala sobre seus objetivos futuros (que ele cumpre todos eles).

Ryan posa para MXA 's câmera no St. Louis Supercross de 2007. 

“Minnesota é um ótimo lugar. A melhor parte do meu estado natal é que, quando o verão chegar, as pistas de motocross são as melhores. Eu cresci lá, e isso é tudo que eu sei. Não me importo com a neve no inverno, mas o legal é que fico na Califórnia durante os meses de inverno, para evitar a neve. ”

“Sou um dos poucos pilotos que venceram sua primeira corrida no Supercross e continuará sendo uma conquista muito importante para mim. Ao mesmo tempo, não é como se estivesse satisfeito por vencer apenas uma corrida. Não posso parar agora que atingi um dos meus objetivos. Eu tenho que continuar pressionando e me tornando melhor. Vou ter que continuar trabalhando duro para chegar onde quero estar neste esporte. ”

Suzuki RM-Z2007 de 250 da fábrica de Ryan. 

“Havia uma parte de mim que estava nervosa em Millville no ano passado quando me tornei profissional, mas estava mais empolgada em sair e correr com todos os caras rápidos. Eu trabalhei toda a minha vida para chegar onde estou agora, e quando você está enfrentando os melhores dos melhores, é uma ótima sensação estar na mesma linha de partida. Millville era uma vantagem em casa, e eu definitivamente aprendi algumas lições. ”

Como me descrevo? Sou muito trabalhadora, mas ao mesmo tempo gosto de me divertir. Também estou motivado para fazer o meu melhor. Como a maioria das pessoas, tenho dificuldade em me descrever. É mais fácil para mim responder à pergunta dizendo que sou Ryan Dungey. Eu sou eu."

“A maior diferença entre mim e quase todos os outros pilotos é que eu quero mais. Eu trabalho mais do que ninguém. Quando chego à corrida, quero estar pronto e sentir que posso fazer o que for necessário para vencer. Se você se preparar adequadamente, poderá fazer o melhor quando for necessário. ”

“A motivação para mim vem de querer ser um dos melhores pilotos de todos os tempos. Eu quero ser como Ricky Carmichael. Ele ganhou muito e tem fãs incríveis, e eu quero ser o cara que todo mundo está torcendo. Espero ter uma ótima vida nesse esporte. ”

“Houve tantas pessoas que me ajudaram na minha carreira profissional. Roger DeCoster, Ricky Carmichael e Ivan Tedesco têm sido imensos ao trabalhar comigo para seguir o caminho certo. Tento aprender algo novo todos os dias e estou disposto a aprender com os melhores. Também devo muito aos meus pais.

“A parte mais forte da minha pilotagem é a minha resistência. Sinto como se estivesse em ótima forma. Eu ainda posso ir forte no final de uma moto, enquanto outros caras tendem a diminuir o ritmo. ”

“Tornar-se profissional não me mudou como pessoa. Eu sou o mesmo garoto que era há um ano. Só porque estou em uma equipe de fábrica não significa que vou agir diferente ou tentar ser um cara legal. Eu serei a mesma pessoa que eu fui, independentemente de onde estou na vida. Me incomoda quando algumas pessoas com quem eu não falo há um tempo me chamam de cara legal, mesmo que eu nem sempre consiga manter contato. ”

“Não me importo em manter uma imagem inventada que realmente não tenho. Também não quero ser a pessoa com quem as pessoas falam negativamente todo fim de semana. Eu sou apenas uma pessoa discreta. Não consigo acreditar em como algumas crianças estão fazendo coisas ruins, mas ainda há muito hype e conversas sobre elas. Eu quero ser conhecido como o garoto de quem as pessoas falam, porque eu estou indo rápido na pista. ”

“Ser extrovertido e simpático definitivamente ajudará nesse esporte. O motocross o levará longe quando você tiver bons resultados, mas ser uma boa pessoa e tratar todos com respeito também o levará muito longe. Basta olhar para Travis Pastrana. Esse cara é tão legal, e ele ainda está prosperando nesse esporte. ”

“Assinar com a Suzuki de fábrica foi uma situação estranha, porque surgiu muito rapidamente. Eu estava conversando com Roger por um tempo sobre como eu adoraria cavalgar por ele, e surgiu a oportunidade de experimentar o time. Felizmente, tudo correu bem! É legal estar onde estou agora.

“Em cinco anos quero estar no topo. Quero ter muito realizado e ter campeonatos. Eu também gostaria de estar na fábrica da Suzuki, porque é uma ótima equipe para se estar.”

 

FLashback sexta-feiraryan dungeySUZUKIThor-flashback