FLASHBACK SEXTA-FEIRA | O QUE ACONTECEU NO MXDN 2000

Sebastian Tortelli e Ricky Carmichael dividiram vitórias na moto dois e três dos 2000 Motocross des Nations. 

A equipe dos EUA venceu o Motocross des Nations em 2000. Era um grande negócio (e, claro, não era tão grande assim). Deveríamos vencer. Esperávamos vencer. Se não vencemos, foi porque a coisa toda foi fraudada. A verdadeira surpresa foi que estávamos em uma seqüência de três anos de derrotas. Então, no ano de 2000, carregamos todos os melhores pilotos dos EUA, mesmo que fossem franceses, sul-africanos ou presbiterianos, e os enviamos para a França para o Motocross des Nations.

Ok, talvez todos esses pilotos não tenham nascido nos EUA e a maioria deles teve que pedalar pelos países que abandonaram quando se mudaram para a terra da oportunidade (nós os perdoamos). Mas, quando a corrida acabou, ou você tinha uma licença AMA no bolso da calça (independentemente do time para o qual corria) ou estava sugando solo francês o dia todo.

VEJA OS EUA, JUNTE-SE À AMA

Ricky Carmichael e Sebastian Tortelli dividiram as vitórias na corrida dois e três, enquanto Ryan Hughes venceu na corrida um (depois que James Dobb foi atingido por um mau carma por desistir de sua licença AMA e voltar para Merry Old England - serviu para ele, certo).

Enquanto isso, nos tiddlers Travis Pastrana e Stephane Roncada retomaram de onde pararam na 12ª e última rodada do Campeonato Nacional AMA de 2000, apenas uma semana antes. O único spoiler na mistura foi o sul-africano Grant Langston, que foi o primeiro 125 na primeira moto (à frente de Pastrana e Roncada), mas ele rapidamente corrigiu seu passo em falso solicitando uma licença AMA, alugando um apartamento em Corona e reservar seu voo da South African Airways para SoCal (que ele ligará para casa a partir de agora).

E O QUE ISSO TUDO SIGNIFICA?

Ryan Hughes ganhou a moto um. 

Era importante que a América ganhasse o Motocross des Nations. Sem a vitória para sustentar nosso frágil ego nacional, poderíamos ter ficado atrás da França, Inglaterra, Bélgica e Itália em Produto Nacional Bruto, gastos com defesa, ogivas nucleares ou países invadidos.

Felizmente, vencemos.

RESULTADOS: MOTOCROSS DES NATIONS | St. Angely, França

Ricky Carmichael. 

1. América… 19
2. Itália… 36
3. Bélgica… 44
4. Grã-Bretanha… 47
5. África do Sul… 55
6. Japão… 62
7. Austrália… 99
8. Finlândia… 99
9. República Checa… 103
10. Alemanha… 105
11. Irlanda… 109
12. Espanha… 110
13. Áustria… 110
14. Portugal… 114
15. Dinamarca… 126
16. Letônia… 126
17. Croácia… 141
18. França… 23 *
19. Nova Zelândia… 51 *
20. Suécia… 33 *
(* tinha dois ou mais DNFs)

Thomas Travershini da Itália.

MXDN MOTO 1
1. Ryan Hughes ... EUA
2. James Dobb ... Eng
3. Andrea Bartolini ... Itá
4. Peter Johansson… Swe
5. Francisco Garcia Vico… Spa
6. Grant Langston… SoA
7. Chad Reed… Aus
8. Erwin Machtlinger… Aua
9. Miska Aaltonen… Fin
10. Travis Pastrana… EUA

Travis Pastrana montou um RM125 para a equipe EUA. 

MXDN MOTO 2
1. Ricky Carmichael… EUA
2. Sebastien Tortelli… Fra
3. Marnicq Bervoets… Bel
4. Paul Cooper… Eng
5. Claudio Federici… Itá
6. Josh Coppins… NZ
7. Yoshitaka Atsuta… Jap
8. Gordon Crockard ... eu sou
9. Stephane Roncada… Fra
10. Greg Albertyn… SoA
15. Travis Pastrana… EUA

Stephane Roncada.

MXDN MOTO 3
1. Sebastien Tortelli… Fra
2. Ricky Carmichael… EUA
3. Andrea Bartolini ... Itá
4. Marnicq Bervoets… Bel
5. Ryan Hughes ... EUA
6. Greg Albertyn… SoA
7. Gordon Crockard ... eu sou
8. Paul Cooper… Eng
9. Joel Smets ... Bel
10. Darryl King… NZ

Chad Watts, Ricky Carmichael e Jeremy Albrecht (em seu chapéu de domingo). 

 

2000 motocross des Nations2000 mxdnFLashback sexta-feiraRicky CarmichaelSebastien TortelliThor-flashbacktravis pastrana