FLASHBACK SEXTA-FEIRA | A HISTÓRIA COMPLETA DE JEREMY MCGRATH EM FOTOS

 

HISTÓRIA COMPLETA DE JEREMY MCGRATH EM FOTOS

"Acho que terei que estar satisfeito em ser o melhor piloto de Supercross que já existiu", disse Jeremy McGrath em 1999, quando criticado por seu fracasso em prejudicar os nacionais de fora. É óbvio que as críticas feriram os sentimentos de Jeremy, mas ele não pode negar que as críticas foram um tanto justificadas. No processo de conquista de sete campeonatos da AMA Supercross, conquistando 72 vitórias em ambientes fechados e 87 vitórias combinadas em ambientes fechados e ao ar livre, Jeremy conquistou apenas um campeonato nacional de 250.

COMO AFETARÁ A HISTÓRIA?

Como ele não conseguiu se aplicar à luz do sol, Jeremy McGrath não aparece nos livros de história como o maior piloto de motocross que já viveu, essa honra é reservada para Ricky Carmichael, Bob Hannah ou Roger DeCoster, mas o ponto é discutível. Supercross é o que Jeremy aplicou seus talentos, e Supercross é o que ele era o mestre inegável. Jeremy é, sem dúvida, o homem com o pulso de ouro.

A MXA equipe de demolição olha para a carreira de Supercross de um homem que não podia ser derrotado em ambientes fechados.

Quando criança, Jeremy teve muito sucesso no BMX.
Jeremy McGrath em seu ano de estreia em 1989 em uma Honda CR125. Ele terminou em 8º no geral no campeonato West 125 Supercross.
Jeremy McGrath (125), Jeff Emig (36), Ty Davis (26), Jimmy Button (59), Mike Craig (43) e Greg Zitterkopf (66) em 1990.
Uma foto em preto e branco de Jeremy em 1990. 
Jeremy em 1990, pilotando uma Kawasaki KX125. Ele segue Jimmy Button, que está em um Honda CR125. Jeremy ficou em segundo lugar na série West Coast 125 naquele ano.
Jeremy era um piloto de testes MXA antes de fazer o grande momento. Aqui ele está montando o KX1990 de 250 da MXA.
A foto acima foi capa da edição de março de 1990 da MXA. 
Outro tiro de ação de Jeremy na KX1990 de 250.
Jeremy testando a Yamaha YZ1991 de 250 da MXA.
Jeremy se juntou à nova equipe do Peak Honda Pro Circuit em 1991. Ele venceu o 125 West Coast Supercross Championship naquele ano.   
Uma foto de 1991 com Jeff Emig (18), Jeremy McGrath (125), Erik Kehoe (33) e Brian Swink (42).Jeremy novamente na Honda número 15.
Jeremy correu um CR125 ao ar livre em 1993.
Aqui ele persegue seu companheiro de equipe Doug Henry.
Jeremy em 1994 com a placa número 1 em sua fábrica Honda CR250. 
Jeremy em 1995 no Supercross de Paris.
Steve Lamson (4) Jeremy McGrath e Ryan Hughes em 1996 no Paris Supercross.
Em 1997, Jeremy foi para a fábrica Suzuki. Ele ficou em segundo lugar na série Supercross para Jeff Emig.
Em 1998, Jeremy mudou para a Yamaha rodando pela equipe Chaparral com Jimmy Button. Na foto, Jeremy em 1999. Jeremy estava em segundo lugar em 2. 
Jeremy venceu 28 corridas para a Yamaha no YZ250 de 1998 a 2001. 
Jeremy e Ricky Carmichael tiveram ótimas batalhas. 
Jeremy pronto para mais uma noite de corrida em 1999.

 

Jeremy no degrau mais alto do pódio com Ezra Lusk e Ricky Carmichael em 2001.
Jeremy e seu companheiro de equipe na época, David Vuillemin.
Jeremy em 2003, quando conseguiu como patrocinador principal a Bud Light.
Em 2003, Jeremy mudou para a KTM. Ele deslocou o quadril antes de correr em qualquer corrida da AMA. Foi um empreendimento de curta duração e Jeremy se aposentou das corridas pela primeira vez. Achamos que era para sair do contrato da KTM. 
Outro tiro raro de Jeremy sua KTM 250SX.
Jeremy com certeza tinha estilo.
Jeremy em sua Honda CR250 de fábrica. Ele se aposentou totalmente das corridas em 2006. 
Jeremy ainda está dando voltas hoje. Ele deixou seu contrato de embaixador da marca na Honda para se tornar o embaixador da marca na Kawasaki. Aqui ele está montando o Kawasaki KX2023 de 450

FLASHBACK FRIDAY // ARQUIVO COMPLETO DE MOTOCROSS

FLashback sexta-feirajeremy mc GrathThor-flashback