CRONICLE DE TEST RIDER: JEREMY MCGRATH

 

McGgrab1

COMO VOCÊ SE TORNOU UM MXA TEST RIDER?

Antes de eu ser piloto de testes do MXA, os caras do MXA costumavam ir à minha casa testar na pista do meu quintal. Não demorou muito para eu entrar com eles quando eles estavam andando e logo eles me deixaram fazer as sessões de fotos. Eu era piloto da Team Green naquela época e a Team Green não se importava se eu usasse outras marcas de motos para uma revista. Fiquei feliz em andar de bicicleta da MXA porque me ajudou a entrar em forma. Eu estava fazendo testes de MXA, correndo nos fins de semana e também testes de resistência da Kawasaki. Andar de bicicleta diferente realmente me ajudou a progredir mais rápido, porque aprendi a diferenciar entre boas e más.

mcgrathCover1

QUAL É A SUA MEMÓRIA MXA MAIS MEMORÁVEL?

O material mais memorável para mim foi testar as loucas motos de quatro tempos que eram disputadas naquela época. Eu nunca tinha pilotado quatro tempos e nos dias anteriores à Yamaha YZ1998 de 400, eles eram todos únicos e estranhos para mim. Peguei ATKs, KTMs e XR400s e TT600s personalizados. Não sei por que, mas nunca pude testar as motos de fábrica que todos os outros caras do MXA usavam. Consegui uma cobertura de uma Kawasaki KX250 em 1990. Lembro-me de tudo naquele dia. Eu tinha uma tainha e você pode vê-la saindo da parte de trás do meu capacete. A capa é memorável para a maioria das pessoas, porque estou usando aquele capacete indiano.

QUEM ESTAVA TESTANDO BICICLETAS NA MXA COM VOCÊ?

Mike Craig, Larry Brooks, Willy Musgrave, Mike Chamberlain, Joe Waddington, Craig Davis e Mike Hooker estavam por aí no meu tempo.

mcgrathindian1

Por que você parou de ser um piloto de testes?

Meu tempo no MXA foi reduzido, porque eu consegui meu passeio no Team Peak Honda com Mitch Payton em 1991. Depois disso, eu estava sob contrato para andar apenas na Hondas. Isso acabou com o meu valor como piloto de testes.

você pode gostar também